PortuguêsEnglish

Antonio George Lopes Paulino

Sobre

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará – UFC; Mestre em Sociologia (UFC); Especialista em Saúde, Trabalho e Meio Ambiente para o Desenvolvimento Sustentável (UFC); Bacharel e Licenciado em Ciência Sociais (UFC).

Professor Associado I do Departamento de Ciências Sociais da UFC, Unidade Curricular de Antropologia. Professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFC. Coordenador do Laboratório de Antropologia e Imagem – LAI/UFC.

E-mail: antoniogeorge_lopespaulino@yahoo.com.br

Interesses de pesquisa

Antropologia da Religião; Antropologia da Política; Antropologia da Saúde; Antropologia Urbana; Movimentos Sociais e Justiça Socioambiental; Antropologia Visual.

Publicações selecionadas

  • Economia Solidária como Projeto Cultural e Político: a experiência do Banco Palmas. Fortaleza: Edições UFC, 2012.
  • Das ribeiras ao cais de Macapá: a cidade vista sob a trajetória de um migrante. Revista de Ciências Sociais, vol. 49, n. 1, 2018. Publicado em coautoria com Verônica Xavier Luna.
  • Mal-estares e utopias na democracia: reflexões acerca da relação governo-sociedade civil. In: BRAGA, Elza Franco. Estado e Políticas Públicas: vivências e criticidades. Fortaleza: Edições UFC, 2008, Pp. 65-84. (Série Percursos)
  • Lugar e poder simbólico em Riacho Doce. Revista de Ciências Sociais, vol. 42, n. 1, 2011.
  • A importância de Marcel Mauss para as Ciências Sociais. In: VALE, Alexandre F. C. (Org.). França e Brasil: olhares cruzados sobre imaginários e práticas culturais. São Paulo: Annablume, 2012. Pp. 135-156.
  • Ciências Sociais, sociedade e saúde: breve balanço dos estudos sociais em saúde. In: MARIO, Camila Gonçalves (Org.). A contribuição das ciências sociais ao campo da Saúde. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2016. Pp. 11-38. Publicado em coautoria com Téogenes Luiz Silva da Costa.
  • Entre a normatividade e a tradição: narrativas e imagens de resistência e reinvenção na procissão de “São José de baixo”. ST 29 – Religião, Política e Direitos na Contemporaneidade. Anais do 40º Encontro Anual da Associação Brasileira de Pós-Graduação em Ciências Sociais (ANPOCS), Caxambu, MG, 2016.
  • A afirmação da identidade de “povos do mangue” em meio ao conflito com o hidronegócio: a carcinicultura no Cumbe, Aracati (CE). In: CARNEIRO, F. F.; PESSOA, V. M; TEIXEIRA, A. C. de Araújo (Orgs.). Campo, floresta e águas: práticas e saberes em saúde. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2017. Pp. 371-407. Publicado em coautoria com Ana Cláudia de Araújo Teixeira; Raquel Maria Rigotto; Ângela Maria Bessa Linhares.